1857

Prefeitura de Santa Inês

Pular para o conteúdo

Santa Inês incentiva plantio do sisal no Vale do Jiquiriçá

11/02/2021 às 12h02

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Na manhã da última segunda-feira (08), aconteceu no município de Santa Inês, cidade do Vale do Jiquiriçá (BA), a "1ª Conferência Fibras do Vale". O seminário desenvolvido pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente, explanou conceitos relacionados à cultura do sisal, fomento e aquecimento do mercado, além de abordar estudos realizados em torno do cultivo, extração e aproveitamento da matéria prima.

Durante o evento, temas como evolução no processo de extração e segurança dos trabalhadores tornaram-se destaque na discussão que relembrou as condições de trabalho precárias oferecidas anteriormente e apresentou novas estratégias e equipamentos adequados ao ofício, evitando a incidência de acidentes e zelando pelo bem estar do trabalhador rural.

Para o secretário da Agricultura, Cássio de Jesus, o cultivo do sisal, realizado em união com as microrregiões de Santa Inês, representa uma grande potência econômica para a região. "Queremos reativar a cadeia produtiva do sisal e incentivar a produção consorciada sustentável gerando renda e oportunidades para os moradores da região'', explicou.

“Nós temos o clima propício. Vamos fazer a agricultura familiar ser inserida neste processo. Prepararemos a estrutura necessária para os agricultores e no futuro prepararemos também a estrutura para o beneficiamento das fibras “, declarou à imprensa o prefeito da cidade, Professor Emerson.

O pesquisador da cadeia produtiva do sisal, André Oliveira, abordou as melhores técnicas e condições para o plantio do sisal e considerou o solo do semiárido fétil para o cultivo. Ele ainda chamou a atenção para a forma de manejo e cuidados técnicos para a preservação da lavoura e o melhor aproveitamento da matéria prima.

Após explanação do assunto, o coordenador do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF/SDR), Adriano José, reforçou a importância de um novo encontro para construção do projeto e a necessidade da participação dos demais municípios da região. Para ele, "o desafio é planejar, executar o que planejou de modo a mudar a realidade e construir um modelo do projeto que atraia o produtor a querer a proposta”.